Dicas

Quinoa – O que é, e como fazer corretamente

Há relativamente pouco tempo, a quinoa, ou quinoa, começou a aparecer em livros de receitas, blogs e artigos sobre gastronomia. Também em nossos supermercados. Da noite para o dia, tornou-se um dos que conhecemos hoje como “superalimentos”.

E muitos de nós nos perguntamos como é possível que não o tivéssemos integrado em nossos pratos antes. Mas o que realmente é a quinoa? Embora esteja associada a produtos semelhantes, como o arroz ou o cuscuz, é preciso esclarecer que não se trata de um cereal.

Quinoa é uma semente. No entanto, as características extraordinárias desta semente permitem-nos consumi-la como cereal, razão pela qual também é conhecida como pseudocereal. É uma planta andina originada nas proximidades do Lago Titicaca, no Peru e na Bolívia. O nome desta planta na língua quíchua, chisiya, significa grão-mãe.

Talvez essa raiz etimológica explique que esta foi, e continua sendo em muitas áreas rurais da região andina da América do Sul, uma das principais culturas alimentares das culturas pré-colombianas da América Latina.

Algumas propriedades da quinoa

A quinoa tem, como mencionamos, propriedades extraordinárias que a tornam o único alimento vegetal que contém todos os aminoácidos e vitaminas essenciais.

Em valores nutricionais, de acordo com a FAO, podemos destacar que a cada 100 gramas de quinoa contém 399 quilocalorias, 16,5 gramas de proteína, 6,3 gramas de gordura, 69 gramas de carboidratos, mas também contém, embora em proporções menores, minerais como cálcio, ferro, magnésio, fósforo ou zinco.
Também deve ser notado que a quinoa contém ácidos ômega 6 e ômega 3, vitamina B2 ou ácido fólico, e também tem um alto teor de fibras.
Por todas essas propriedades, a quinoa é um “superalimento” altamente recomendado para atletas, crianças, pessoas com prisão de ventre, problemas digestivos e intestinais ou mulheres grávidas.
Também para quem quer emagrecer e, claro, para os vegetarianos, já que a quinoa, por seu alto teor de proteínas, é um bom substituto da carne.
Outra característica da quinoa é que ela não contém glúten, portanto, as pessoas com doença celíaca podem incluí-la em sua dieta. Além disso, dado o baixo índice glicêmico dessa semente, seu consumo é indicado para pessoas com diabetes.
Além de seus valores nutricionais, outra vantagem da planta da quinoa é sua capacidade de se adaptar a diferentes ambientes ecológicos e climas. É resistente à seca, solos pobres e alta salinidade. Pode crescer desde o nível do mar até uma altitude de 4.000 metros e pode suportar temperaturas entre -8 e 38 graus.
Precisamente por todas estas razões, as Nações Unidas decidiram declarar 2013 o Ano Internacional da Quinoa, na esperança de que esta planta possa contribuir para erradicar a fome, a desnutrição e a pobreza em todo o mundo.

quinoa

Tipos de quinoa

Antes de explicar como devemos preparar a quinoa, acho que devemos saber que existem três tipos diferentes de quinoa: branca, vermelha e preta.

Cada um dos tipos tem características particulares, o que os torna mais adaptados a determinados tipos de pratos e preparações.

quinoa branca

A quinoa branca ou real é a variedade mais conhecida. Seu sabor é suave e possui uma textura leve e fofa. Adapta-se perfeitamente a vários tipos de receitas.

Este tipo de quinoa é o que contém menos calorias e também é rico em proteínas, vitaminas e minerais.

quinoa vermelha

A quinoa vermelha tem sabor mais intenso, lembrando a noz, e é recomendada para ser consumida em saladas ou com frutas.

Tem um alto valor nutricional, é rico em ácido fólico e tem mais fibras e carboidratos do que as outras duas variedades. Isso o torna perfeito para a dieta de atletas.

quinoa preta

A quinoa preta é o resultado do cruzamento de sementes de quinoa com espinafre. Um híbrido mais texturizado e crocante com um sabor mais doce. A quinoa preta é rica em lítio e antioxidantes e também possui propriedades antiinflamatórias e cicatrizantes.

Seu consumo é benéfico para regular o sistema nervoso e o estresse, mas também contém propriedades antioxidantes e antiinflamatórias e cicatrizantes.

Como você prepara a quinoa?

Embora seja quinoa preparada como um cereal, ou seja, e cozida, é importante que não exagere. Para isso, temos que trazer algumas dicas e truques, anexamos um post sobre como cozinhar quinoa perfeitamente. Poderá consultar o nosso artigo, também receitas para fazer em casa.

Da mesma forma, deixo para vocês algumas coisas boas que devemos saber (e fazer) para obter uma quinoa saborosa em certa medida. Perfeito por exemplo para acompanhar alguns vegetais ou como algumas beringelas.

Para lavar

Até muito recentemente, a quinoa era encontrada em lojas de produtos naturais e nutricionais ou em produtos orgânicos. As sementes geralmente eram compradas a granel. Agora, a produção e venda desta semente já está industrializada e podemos encontrá-la em qualquer supermercado de diferentes marcas.
Embora sua industrialização tenha feito com que a quinoa ficasse limpa, embalada e pronta para o cozimento e consumo, é aconselhável lavar bem as sementes antes de cozinhar.
Esta pré-lavagem é feita à torneira com água fria durante alguns minutos. As sementes devem ser esfregadas suavemente e depois drenadas. Com esta lavagem retiramos a camada de saponinas que reveste as sementes.
As saponinas são moléculas com propriedades semelhantes às do sabão, daí seu nome, que formam uma espuma quando mexidas na água. Essa espuma é o que retiramos ao lavar e drenar a quinoa previamente. As saponinas, além de conferirem à quinoa um sabor amargo, são tóxicas e podem interferir em sua assimilação pelo sistema digestivo.
cozinheiro
O cozimento da quinoa é simples, muito parecido com o arroz. São utilizadas duas partes de água (alguns produtores recomendam até três partes) para cada uma de quinoa.
Devemos aquecer a água com sal. Assim que a água começar a ferver, acrescentamos a quinoa. Cozinhe por cerca de 15 minutos, em fogo médio, em uma panela tampada, sempre observando nossas sementes.
Sabemos que a quinoa atingiu seu ponto ideal quando as sementes dobram de volume original e se tornam transparentes. Para que a quinoa seja realmente saborosa, o grão deve ser ligeiramente solto, fofo e resistente, longe de ser uma pasta mole. Muito parecido com arroz ou macarrão al dente.

Seque e descanse

Depois de fervida, a quinoa retém muita água, por isso devemos escoá-la com uma peneira fina.
A seguir é aconselhável voltar a colocá-lo no recipiente em que foi cozinhado, ainda quente, tapar e deixar repousar alguns minutos. Também é aconselhável arejar com um garfo para separar as sementes.
Truque: brinde
Para que a quinoa fique solta, não mole nem pastosa, e ganhe sabor, existe um truque simples que podemos fazer: é torrar ou refogar as sementes antes de cozinhar.

É um processo muito semelhante ao que fazemos com o arroz. Podemos torrar as sementes sozinhos ou fazer um molho com uma colher de chá de óleo. Se preferirmos, podemos adicionar sabor usando alho, cebola, tomate ou qualquer outro tempero desse molho. Mas não exagere!

Outra característica da quinoa é sua capacidade de absorver sabores.

Ponto extra. Se depois de fazer uma cozedura perfeita (com ou sem tostagem prévia) pretende obter mais sabor, pode juntar ao ouro dos Incas, como também é conhecida a quinoa, o nosso ouro líquido: um fiozinho de azeite virgem extra.
Com estes cinco passos simples teremos a nossa quinoa pronta para consumir no momento ou guardar.

Porque, como se as vantagens deste alimento não fossem poucas, uma vez cozida, a quinoa pode ser guardada quase uma semana inteira no nosso frigorífico em perfeitas condições depois de deixada arrefecer completamente. E também pode ser congelado!

Quinoa: da tradição andina à alta gastronomia

Já falamos sobre suas origens: a quinoa era um alimento básico nas civilizações pré-hispânicas dos Andes.

A quinoa é consumida pelos povos da América do Sul desde os tempos antigos. Graças à sua versatilidade, a semente andina tem sido utilizada de diversas formas para o consumo: desde grãos inteiros, farinha crua ou torrada, até flocos, sêmola e pó instantâneo.

Com o tempo, sua comercialização e popularidade, a quinoa passou de simples guarnição ou presente em sopas ou saladas, a prato principal, como a base de um hambúrguer, uma lasanha, uma sobremesa e até um pão.

São vantagens que os chefs de todo o mundo têm aproveitado, que já integraram a quinoa em seus cardápios e cardápios mais sofisticados.

A quinoa, portanto, deixou de ser um alimento quase exclusivo da cultura Inca para se tornar, nos últimos anos, um alimento gourmet, capaz de estar presente na geladeira de uma família tradicional ou nas mesas dos restaurantes mais vanguardistas. .

O produto Quinoa – O que é, e como fazer corretamente apareceu primeiro em Clube de Ofertas.

Esse Artigo Apareceu Primeiro em Quinoa – O que é, e como fazer corretamente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s